Loyalty Marketing na Indústria Farmacêutica

Loyalty Marketing

1208

Loyalty Marketing na Indústria Farmacêutica

Em nossos últimos artigos do blog falamos sobre os possíveis públicos e aplicações para estratégias de Loyalty Marketing. Muitas empresas ainda acreditam que estratégias e ações de fidelização só podem ser direcionadas ao varejo e/ou aos clientes finais. Neste artigo, mostraremos que as táticas de loyalty podem ser direcionadas em diferentes linhas e em diversos segmentos do mercado, de acordo com o interesse de cada organização.

Neste artigo abordaremos o setor farmacêutico, um tipo de indústria que tem potencial para fidelizar diferentes públicos dentro de uma mesma empresa e estimular diferentes comportamentos.

Funcionários

Muitos se enganam ao pensar que por já fazer parte da empresa, o funcionário não precisa ser incluído das estratégias de loyalty. Manter o funcionário leal à empresa ajuda mantê-lo satisfeito e, consequentemente, melhora sua performance no dia-a-dia. A estratégia pode melhorar, inclusive, a disposição dos colaboradores para eventuais treinamentos dentro da empresa, por exemplo. Incluir um funcionário em programas de incentivo é um jeito de mantê-lo feliz e em constante crescimento dentro da instituição.

Canal de distribuição / Pontos-de-venda

Os canais de distribuição de medicamentos, como farmácias e drogarias, trabalham para inúmeros laboratórios. Geralmente, é através deles que os clientes entram em contato com sua empresa e são eles os responsáveis por apresentar os produtos para os consumidores, logo, é natural pensar que eles decidam dar uma maior visibilidade e priorizar vendas daqueles que lhes garantam mais vantagens. Por isso, é importante traçar planos de relacionamento e inventos voltados para esses canais.

Propagandistas/ Representantes

Todo laboratório possui propagandistas e representantes comerciais para visitar os médicos. A ideia é divulgar produtos ou novos medicamentos que fazem parte do portfólio do laboratório. São os propagandistas que colocam boa parte dos produtos em contato com os médicos, que por sua vez, têm o poder de prescrevê-los aos pacientes. Desenvolver programas de incentivo voltados aos representantes pode envolver aumentar o número de visitas, o que significaria um maior esforço para que as metas sejam atingidas.

Médicos

Os médicos são os grandes responsáveis por colocar os produtos dos laboratórios farmacêuticos em circulação no mercado. Direcionar uma estratégia de loyalty para médicos significa incentivar recomendações de produtos, prescrições, participação em congressos e feiras oferecidos por sua empresa, além da produção de materiais educativos. Mas não esqueça de focar na qualidade de seu produto também, pois nenhum médico irá indicar um medicamento de baixa qualidade apenas por possuir um relacionamento com o laboratório.

Pacientes

O consumidor final é sempre o foco principal de uma empresa, nesse caso, o paciente, e eles estão sempre em busca de vantagens. Estratégias de acúmulo de pontos para futuros descontos, convites para participação em eventos, criação de programas de promoção à saúde são bons métodos para aplicação de loyalty marketing.

Clientes escolhem um produto de acordo com sua qualidade, preço, de acordo com atendimento que a empresa oferece, entre outros aspectos. Direcionar aplicações inovadoras de loyalty marketing para cada um dos diferentes setores que estão em contato com sua instituição repercute na maneira como eles a veem e determina se vão continuar a comprar de você ou não.

Hoje tratamos das estratégias de loyalty e fidelização que podem ser adotadas pela indústria farmacêutica. Qual é o segmento da sua empresa? Assine nosso RSS e quem sabe o próximo artigo não seja sobre seu ramo?

Possui dúvidas sobre aplicação de Loyalty Marketing para indústria farmacêutica?

Converse com um consultor certificado Fielo e conheça as soluções que oferecemos